quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Resenha: As Melhores Histórias da Mitologia Celta




Obra escolhida para o Desafio Literário de Janeiro

Autor: A. S. Franchini
Editora: Artes e Ofícios
Ano: 2011
páginas: 256




Dividido em dois blocos (Lendas Irlandesas e Lendas Galesas), o livro começa abordando as seis divisões da Irlanda para introduzir temas como o rapto da harpa mágica, o mão de prata, o mingau de Dada, a rixa do touro (I e II), e Finn e o salmão do conhecimento. Com glossário, para facilitar a leitura, a obra de A.S. Franchini acompanha as histórias – em especial os ciclos heroicos – criadas e legadas pelos celtas em suas andanças por terras que hoje se denominam Bélgica, Itália, Espanha, França, Grã-Bretanha e Irlanda, onde se fixaram. É referência para a parte 2 do livro a obra Mabinogion, em que Lady Charlotte Guest reuniu, no século XIX, as principais lendas galesas.

Até agora o melhor livro sobre lendas celtas que encontrei. As histórias são curtas e simples. Porém o autor abusa da linguagem informal, principalmente nas últimas lendas irlandesas. Em algumas partes essa linguagem informal faz com a história fique desinteressante e sem graça. Entretanto na maioria dos contos a leitura flui bem e é possível ignorar o resto.
Quase não conhecia as lendas galesas porque eles remetem muito aos mitos arturianos dos quais não sou muito fã, mas os mitos retratados são muito interessantes apesar dos nomes impronunciáveis e das histórias convolutas. O único mito que não gostei (e que tem grande participação de Arthur e seus cavaleiros) foi o de Culhwch, o "Hércules" galês. É um conto muito enrolado e pouco interessante.
Uma ótima leitura pra fãs de mitologia.

Um comentário:

Shamps disse...

Preciso disso na minha vida *_*... apenas.